Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidades Reveladas



Domingo, 17.01.16

Cinco pensamentos que arruínam a vida sexual

A mente é a maior barreira para uma vida sexual plena e despreocupada, mesmo entre pessoas que têm uma relação longa e coesa.

 

Segundo o site da revista Health, são cinco os principais pensamentos que bloqueiam o prazer, a excitação e a capacidade de ter uma vida sexual natural. É o caso do medo de ser julgado, isto é, de ser criticado por determinados comportamentos e atitudes durante o sexo.

A insegurança com o próprio corpo é também um entrave bastante comum e uma situação que deixa desconfortável não só a pessoa, como o parceiro, uma vez que nem sempre é fácil lidar com a insegurança da pessoa de quem gostamos.

Não ter vontade ou estar com dúvidas quanto ao ato em si é também um pensamento que pode prejudicar uma noite a dois. Se o desejo não estiver lá, o melhor é mesmo não avançar. Se a dúvida acontecer à custa do medo e da insegurança, é importante conversar com a cara-metade.

Temer a rejeição e fazer/agir de acordo com aquilo que acredita que é correto ou suposto são os últimos dois exemplos dados pelo site, que revela que tudo o que não é natural, não é real e não beneficia a relação.

fonte:http://www.noticiasaominuto.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 11:20

Domingo, 17.01.16

Aos 63 anos, Bruna Lombardi fala sobre sexo: “Não pode parar”

Desde que surgiu na novela “Sem Lenço, Sem Documento”, em 1977, Bruna Lombardi encantou os brasileiros com sua beleza estonteante e até hoje não é diferente. Diva e em forma aos 63 anos, ela conversou com a gente e revelou alguns de seus segredos, inclusive falou abertamente sobre o sexo na maturidade.

“Sexo é algo que tem de ser cada vez melhor. Não pode parar. Relacionamento, sexo, casamento, você tem sempre de trabalhar”, opinou ela.

Além disso, ela está promovendo seu mais recente livro, o “Jogo da Felicidade”, além de lançar o filme “Amor em Sampa”, que relata as relações amorosas existentes na maior cidade do país, que será lançado no próximo dia 25, aniversário da capital.

“Ele é uma comédia romântica, com muita música e é superdivertido. Esse é meu quarto roteiro pro cinema e o Kim [Riccelli] está dirigindo e atuando”, avisou ela citando o filho, do casamento com Carlos Alberto Riccelli.

fonte:http://revistaglamour.globo.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 11:17

Terça-feira, 12.01.16

O que pode determinar a posição sexual preferida da mulher

Ainda que o coito não seja a parte mais importante das relações sexuais, sobretudo para as mulheres, a eleição de uma posição sexual que convença ambas as partes é, de facto, algo decisivo.

PUB
 
 

 Ainda que se defenda a importância de se ir mudando d posição sexual para trazer alguma emoção ao sexo, há uma questão que é essencial respeitar: a anatomia.

Como destaca o site El Confidencial, assim como há posições melhores ou piores dependendo do tamanho do pénis do homem, também há posições mais indicadas em função da orientação do útero das mulheres. Uma questão que por ser invisível, não costumamos ter em conta.

Geralmente o ‘útero invertido’ não provoca nenhum problema às mulheres que nem sequer sabem que têm esta condição, mas influencia o conforto durante o sexo. Cerca de 30% das mulheres tem o útero inclinado sobre a bexiga.

As posições cara-a-cara como missionário ou de cowgirl (a mulher em cima) são ideais para as mulheres que têm o ‘útero invertido’, mas as posições de costas podem ser dolorosas, pois o pénis choca irremediavelmente com a entrada do útero.

O mais importante é, de facto, manter a comunicação durante o ato para que ambos procurem aproveitar ao máximo e de forma confortável a relação sexual.

Encontrar a posição em que ambas as partes sintam prazer e nenhuma dor ou desconforto de maior é uma questão de gostos mas também de anatomia.

fonte:http://www.noticiasaominuto.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 21:18

Sexta-feira, 01.01.16

As 10 fantasias sexuais preferidas das mulheres

São poucas as mulheres que não têm fantasias sexuais. Mas quais são as mais comuns? O site Everyday Health fez uma lista com as 10 fantasias preferidas do sexo feminino.

1 – Ser uma mulher submissa: Muitas mulheres gostam de imaginar que estão a ser controladas por um homem poderoso. E existem variações em relação ao tipo de homem – umas preferem o estilo James Bond, outras o canalizador encorpado. Vendas, algemas, chicotes, todos estes objetos deixam a mulher ‘em pulgas’.

2 – Ver e ser vista: Se calhar é um pouco exibicionista e gosta da ideia de ser admirada enquanto está a ter relações sexuais. Ou então é ‘forçada’ a fazer sexo à frente de outras pessoas – um estranho ou alguém conhecido. Para além disso, há quem imagine estar atrás das cortinas a observar outras pessoas a fazer sexo.

3 – Um cavaleiro: A mulher fica à espera do homem perfeito, o cavaleiro que a seduz e a faz sentir mais desejada do que nunca. Trata-a como uma princesa, de uma forma completamente diferente do seu parceiro ‘real’. Atinge-se assim ‘o pico’ do romantismo.

4 – A menina má: Normalmente, as mulheres que têm muitas rotinas e um quotidiano sem grandes ‘altos e baixos’ sonham com o dia em que se metem com o ‘bad boy’ e dirigem-se para um motel para um caso de uma noite. Torna-se agressiva e imparável, indo atrás de quem lhe apetece e quando lhe apetece, sem pedir desculpas por nada e a ninguém.

5 – A dominatrix: As mulheres que vivem ‘na sombra’ do outro sonham muitas vezes em ‘tomar as rédeas’ da relação sexual. O parceiro sexual torna-se submisso e ‘à mercê’ dos desejos dela. Vendas, algemas e chicotes voltam a aparecer, mas desta vez é ela que dá as ordens.

6 – Uma relação com o ‘ex’: Alguma vez teve um namorado que a deixou louca e com quem tinha uma relação sexual ‘do outro mundo’? É normal que, mesmo estando numa relação com outra pessoa, fantasie com o ‘ex’.

7 – A mulher dos seus sonhos: Muitas mulheres sonham em fazer sexo com uma mulher. São as mulheres que nunca tiveram uma experiência homossexual que costumam ter este tipo de fantasias.

8 – Quanto mais, melhor: Não têm coragem de o fazer na vida real, mas não quer dizer que não pensem no assunto – são muitas as mulheres que fantasiam com uma relação a três ou até mesmo com a participação em orgias. Dois homens e uma mulher? Ou duas mulheres e um homem? Isso já depende do gosto de cada um.

9 – Uma Aventura ao ar livre: Chega de estar sempre no quarto – algumas mulheres têm o desejo de fazer sexo num transporte público, no meio do campo, na praia, no carro… Fora de casa.

10 – Explorar um mundo novo: Basicamente, as fantasias mostram aquilo que temos medo de explorar. Seja qualquer um dos pontos acima. Os assuntos tabus vêm ao de cima e permitem à mulher imaginar tudo aquilo que não tem coragem de executar na ‘vida real’.

fonte:http://www.sol.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 21:07

Sexta-feira, 01.01.16

6 hábitos que podem dar cabo da sua vida sexual

A vida sexual tem muito que se lhe diga. Dá trabalho e exige uma entrega total da parte de ambos. No entanto, existem alguns hábitos que influenciam as relações sexuais.

 

O site da apresentadora norte-americana Oprah Winfrey fez uma lista dos hábitos que fazem com que tenha menos vontade de fazer sexo e que não tenha tanto prazer quanto é possível.

1.    Cuidado com o que come: Existem certos alimentos que devemos evitar comer antes de fazer sexo – feijões, cebolas, alho, amendoins, rebuçados de canela e tofu. Todos estes alimentos têm uma grande dose de oxalato, uma substância que acentua a vulvodínia (dores na vulva), caso a mulher esteja predisposta a este tipo de problemas, explica a ginecologista da faculdade de medicina da Northwestern University Lauren Streicher.

2.    Ter atenção aos medicamentos: Existem vários remédios que fazem com que as pessoas não sintam vontade de fazer sexo: Anti-histamínicos (usados normalmente para o alívio de alergias) e comprimidos para curar a gripe reduzem os níveis de hidratação no corpo, deixando os tecidos (do corpo todo) secos, explica Streicher.

3.    Tomar a pílula: Parece um contra-senso, mas a verdade é que tomar este contraceptivo ‘dá cabo’ do prazer – isto acontece com 40% das mulheres que tomam a pílula. Por muita vontade que tenhamos, este comprimido acaba por interferir na relação sexual. Isto porque a pílula interfere com a produção de testosterona e de estrogénio. Quando começam a tomar a pílula, algumas mulheres sentem que as suas partes íntimas estão mais secas do que o costume. Isto deve-se ao facto da quantidade de estrogénio contida na pílula ser demasiado baixa para desencadear a devida lubrificação, mas também alta demais para autorizar o seu corpo a produzir hormonas, explica a ginecologista. No entanto, pode haver uma outra explicação: o seu corpo pode estar a demorar algum tempo a habituar-se à pílula. Se ao fim de três meses continuar a achar que o seu corpo está ‘estranho’, deve consultar o seu médico e dizer-lhe o que se está a passar.

4.     Cuidado ao tomar banho: Alguns tipos de sabonetes e gel de banho não são feitos para ‘uso interno’ e podem causar irritação. Streicher afirma que se tiver uma pele sensível ou tiver uma predisposição para alergias, os compostos químicos dos sabonetes podem causar irritações e queimaduras que podem interferir com a sua vida sexual. Para além disso, as toalhitas também podem causar problemas: contêm álcool, glicerina e outros químicos que são rapidamente absorvidos pelos tecidos da área vaginal. Assim, o melhor é optar por um sabonete ou gel de banho feito a partir de produtos naturais.

5.    Ter atenção à forma como anda de bicicleta: Se não tiver o assento da sua bicicleta bem posto, pode ficar um pouco dorido após o passeio. Um estudo realizado por investigadores da Universidade de Yale descobriu que as mulheres que andavam de bicicleta com o guiador abaixo do selim sofriam uma maior pressão na área vaginal e ficavam com uma menor sensibilidade no chamado pavimento pélvico. 

6.    Usar lubrificantes: Muitas mulheres recorrem a lubrificantes para terem uma melhor experiência sexual. No entanto, alguns destes produtos possuem propilenoglicol, um composto orgânico que pode causar irritação cutânea em algumas mulheres, explica Lauren Streicher. Se costumar sentir alguma comichão ou mal-estar após o uso do lubrificante, deverá optar por outro produto, de preferência à base de silicone, recomenda a ginecologista. 

fonte:http://www.sol.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 21:03

Sexta-feira, 01.01.16

Quando nem sempre mais é melhor: Basta fazer sexo uma vez por semana para ser feliz

Durante décadas (e décadas) livros de autoajuda e terapeutas aconselharam os casais a fazer sexo com frequência, justificando que isso seria a chave para a felicidade de ambos. Mas agora um novo estudo vem sugerir que os casais mais felizes são aqueles que apenas fazem sexo uma vez por semana.

De acordo com a Universidade de Toronto-Mississauga tentativas frequentes de cópula não aumentam a satisfação, tampouco a sensação de bem-estar.

«As pessoas relacionam mais dinheiro e mais sexo com a felicidade, mas isto apenas é verdade até certo ponto», segundo a médica Amy Muise, que liderou o estudo.

O trabalho foi extenso; envolveu 33 mil norte-americanos ao longo de 30 anos.

«Penso que a ilação que devemos tirar disto é que é importante manter uma ligação sexual com um parceiro, mas também é vital ter expectativas realistas sobre a vida sexual, tendo em consideração o nosso dia-a-dia, com o trabalho e as responsabilidades», sustentou a médica.

«A nova pesquisa sugere que fazer sexo uma vez por semana é mais do que suficiente; mais não significa, de forma alguma, um melhor bem-estar», acrescentou.

O estudo estabeleceu que as pessoas numa relação feliz tendem a ter sexo, em média, uma vez por semana, embora isso não implique que não gostassem de fazê-lo com mais frequência. Mas aqueles que estão pacificados com uma noite romântica uma vez por semana são muito mais felizes do que os que se agarram à ideia de que deveriam estar a “consumar o acto” com mais regularidade.

O estudo foi publicado na revista Society for Personality and Psychology.

fonte:http://diariodigital.sapo.pt/n

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 20:40

Sexta-feira, 01.01.16

Beber um copo melhora o sexo?

A especialista em terapia de casal norte-americana Kat Van Kirk não tem dúvidas. No seu novo livro The Married Sex Solution defende que beber umas canecas de cerveja melhora a performance dos homens no quarto em quatro pontos: atrasa a ejaculação; aumenta a líbido; provoca erecções mais intensas e aumenta a resistência sexual.

Os estudos publicados sobre álcool e sexo – e são alguns – apontam para benefícios sexuais com consumo moderado. Um estudo realizado pelo Instituto de Investigação Médica Keogh, na Austrália, indica uma redução em 30 por cento de problemas de erecção em homens que bebem, comparado com os que não bebem.

Outro estudo refere benefícios também nas mulheres. O consumo de álcool moderado aumenta os níveis de testosterona nas mulheres, o que provoca um aumento na líbido feminina.

Mas, segundo a psicóloga Sally Adams, da Universidade de Bath, Reino Unido, a maioria os estudos não indica a dose moderada de álcool a consumir. "Deve haver uma quantidade óptima de álcool que induz efeitos positivos na excitação e desempenho sexual. Mas passada essa fronteira, os efeitos podem ser mais negativos", escreve no The Guardian. 

fonte:http://www.sabado.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 20:39

Sexta-feira, 01.01.16

Janaína Santucci sobre sexo: 'Faço todos os dias'

A primeira vez de Janaina Santucci foi aos 18 anos, o que ela considera tarde. Nos bastidores do Paparazzo, a loira - que ficou conhecida como sósia de Aryane Steinkopf - falou de suas experiências sexuais e relembrou a perda da virgindade.

 

"Foi engraçado, era uma coisa da qual ninguém sabia nada. É muito melhor hoje, aos 25. Perdi a virgindade com 18 anos, mas se eu soubesse que era tão bom teria feito antes", dispara.

 

Janaina contou ainda que nestes sete anos de atividade sexual ficom um ano sem fazer sexo. Depois disso, só conseguiu ficar sem ter relação por dois meses. "Foi o máximo, quase pirei, mas agora faço todos os dias", garantiu ela, que atualmente namora o empresário Leonardo Mendes.

 

Janaína disse ainda o que não pode faltar na hora 'H'. "No sexo não pode faltar as preliminares. Gosto dos beijos apimentados em todas as partes do meu corpo. Na cama a gente tem que ser versátil. É o que dizem por aí... tem que ser uma diva na rua, e uma puta na cama", disse, citando de  Nelson Rodrigues.

 

fonte:http://www.cenariomt.com.br/n

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 20:38

Sexta-feira, 01.01.16

Pesquisa revela quais partes do corpo as mulheres mais gostam de ser tocadas

Um novo levantamento sobre sexo feito através de pesquisas da SKYN Condoms and AMP com mulheres dos EUA, apontou as zonas erógenas que elas mais gostam e os resultados podem lhe surpreender.

A lista abaixo traz os 5 principais locais que elas gostam de ser tocadas.

  1. 34% das mulheres disse que os mamilos são a parte de seu corpo que mais lhe dão prazer.Pesquisa da SKYN Condoms and AMP com mulheres dos EUA revelou quais são as partes do corpo que elas mais gostam de ser tocadas na hora do sexo.

  2. Cerca de 28% gostariam que seu parceiro beijasse seu pescoço.

  3. 15% disse que o bumbum é a região que mais lhe dá prazer.

  4. 6% apontaram que a região das costas é a melhor.

  5. 4% disse que a área é a barriga.

fonte:http://www.grandefm.com.br/

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 20:36

Pág. 2/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog