Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidades Reveladas



Quarta-feira, 24.06.15

Especialista desmente dez mitos sobre a traição; confira

A traição é um fato bastante comum na vida das pessoas. Mesmo quem nunca traiu ou foi traído conhece alguém que já passou por essa amarga experiência. Mas, apesar de estar presente no dia a dia de homens e mulheres, o assunto ainda é um tabu. Para desmistificar o tema, o psiquiatra Scott Haltzman, da Universidade de Brown, comentou dez ideias erradas que a maioria das pessoas tem sobre a traição. A entrevista foi concedida ao site Ask Men. Confira as considerações do especialista:

Não há felicidade após uma traição

Affairs acontecem, e as pessoas superam. Muitos pacientes de Haltzman disseram que os laços entre o casal ficou ainda melhor e mais forte. Saber distinguir fatos de ficção ajuda a entender por que um caso acontece, e como prevenir. A verdade é uma arma poderosa para a reconciliação.

Quem trai é infeliz no casamento

Na maioria das pesquisas, quando perguntados se preferem continuar casados ou se separarem, as pessoas que traem dizem que preferem continuar como estão. Dos homens, 54% na verdade acham que o casamento vai muito bem, e o mesmo acontece com 34% das mulheres que traem.

A traição não é sexo, tem a ver com um casamento arruinado

Às vezes um cigarro é somente um cigarro, e sexo fora do casamento é somente sexo. Claro, para muitas pessoas um affair indica que algo não está indo bem no casamento, mas para outras é apenas uma questão carnal mesmo.

Só é traição se houver sexo

Muitos affairs acontecem sem sexo algum. Ficar a noite acordada trocando sentimentos e intimidades com um colega é trair? O parceiro certamente vai achar que sim. Entregar-se emocionalmente a outra pessoa é trair também.

Reprodução
Reprodução



Affairs são atração física

Embora muitos affairs sejam mesmo sexo, eles podem acontecer por conexão emocional. Algumas vezes, tudo o que acontece é sair juntos e falar de seus sentimentos, mas já é traição. Apesar que, muitas vezes, essa proximidade emocional possa levar ao sexo.

A traição acontece por problemas no casamento

A verdade é simples: todos os casamentos têm problemas. A traição acontece porque os casais não conseguem trabalhar juntos para solucionar os problemas. Ter problemas no relacionamento não justifica enganar o outro.

Se traiu uma vez, vai trair sempre

Existem pessoas assim, claro, mas nem todos que traem têm isso como regra. Muitos acontecem apenas uma vez na vida. Depois da traição, é possível voltar ou terminar o casamento. É preciso contar toda a verdade, esse é o primeiro passo para a "cura".

Depois da traição, vem a separação

Metade dos casamentos sobrevivem a uma traição. Eles podem acabar depois por outros motivos, mas quando o casal decide se unir para superar o affair, fica surpreso como é possível reconquistar a confiança. Mais da metade dos casamentos terminam porque o casal não conversa e se afasta.

A traição acontece com pessoas mais novas e mais bonitas

Mentira. Apesar de homens mais velhos procurarem mulheres novas e mais bonitas, os parâmetros em geral não são esses. Nada tem a ver com ser mais jovem, mais bonita ou mais rica do que a esposa. Às vezes apenas acontece.

A traição acontece porque os homens estão sempre procurando

Na maioria das vezes, acontece com quem não procura. Especialmente quando a pessoa trai apenas uma vez. Os affairs acontecem quando você se sente confortável com alguém, com quem você pode conversar e dividir segredos. (Fonte: Terra)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 22:54

Quarta-feira, 24.06.15

A tecnologia que promete melhores relações sexuais

Uma das melhores coisas de fazer sexo é perder a noção do tempo e de tudo o que se passa em redor. Mas, as aplicações de telemóvel não deixam de tentar quantificá-lo.

Várias marcas tecnológicas têm aproveitado os seus sensores para analisar todo o tipo de movimentos. Exercício físico, sono e nutrição são agora quantificáveis em quase todo o tipo de tecnologias. E como têm tido tanto sucesso, os empreendedores procuram agora quantificar a própria paixão, como sublinha o The Verge.

 

Exatamente, já existem várias aplicações para smartphones que pretendem quantificar e qualificar a vida sexual e graças aos seus algoritmos prometem sexo melhor.

Entre os destaques mais recentes estão: a Nipple,que se baseia nos dados reportados pelos utilizadores; aSpreasheets gera informação com base nos movimentos detetados pelos sensores do smartphone; a Lovely recolhe informação através de um anel peniano (gadget que acompanha a aplicação).

O The Verge destaca que apesar de diferentes, estas aplicações seguem o mesmo princípio básico: quanto mais conhecer o sexo que fez no passado, melhores serão as suas relações sexuais futuras.

Estas aplicações analisam dados como a frequência com que tem relações sexuais, a duração e a velocidade das atividades sexuais e esperam melhorar a qualidade das relações sexuais dos seus utilizadores. E apesar de muita gente querer ter sexo de qualidade, não está provado que estas aplicações e gadget realmente funcionem.

O coacher e especialista em relações sexuais, Charlie Glickman, diz que ao se focarem na métrica em vez do prazer, as apps sexuais podem levar a piores experiências sexuais e não melhores.  

Glickman deixa um conselho para os casais que querem melhorar a sua vida sexual através destas apps: “A única métrica que importa é o tamanho do sorriso de uma pessoa” no final ad experiência. 

fonte:http://www.noticiasaominuto.com/l

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 21:09



Pesquisar

Pesquisar no Blog