Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidades Reveladas



Domingo, 30.11.14

A traição perfeita em 10 passos

Chega de amadorismo na hora de iniciar um relacionamento extraconjugal. Ter um caso pode ser uma aventura segura e inesquecível, basta saber como fazer.

Falta de confiança no parceiro e na relação, carência, rotina, perda de intimidade, desilusão e foco excessivo nos filhos são alguns dos motivos avançados por homens e mulheres na tentativa de justificar a traição. Estudos recentes, mostram que a prática da infidelidade pode estar relacionada com determinadas características da personalidade e até com uma predisposição genética.

Independentemente das razões, a verdade é que a traição pratica-se e coleciona adeptos. Ciente deste facto, e a pensar no bem-estar dos seus utilizadores, o maior site de relacionamentos extraconjugais do mundo AshleyMadison.com, elaborou uma lista de dicas úteis para quem pretende trair e não ser apanhado:

1. O momento certo: A pressa é inimiga da perfeição. Por mais vontade que tenha de rever o seu amante, perca tempo a eleger o timing perfeito. Evite ser apanhado, elegendo dias e horas em que o seu parceiro esteja ocupado.

2. O local adequado: Nunca, em tempo algum, leve o seu amante a sítios que costuma frequentar com o seu parceiro. Locais públicos, frequentados por pessoas conhecidas, estão automaticamente fora da lista.

3. O álibi perfeito: A melhor forma de se proteger é pensar antecipadamente na desculpa perfeita. Se “pensar” tudo ao ínfimo pormenor, vai manter a calma e a postura na eventualidade do inesperado acontecer.

4. Máxima cautela online: As redes sociais são um meio privilegiado de contacto com amigos, mas não é boa ideia falar com o seu amante por esta via, porque é fácil deixar rastos. Criar uma segunda conta de e-mail pode ser uma opção válida. Mas existe outra solução o AshleyMadison, que garante a máxima confidencialidade aos seus utilizadores.

5. Escolha a dedo: Evite iniciar um caso extraconjugal com amigos, vizinhos e sobretudo com colegas de trabalho. A maioria dos casos que começa neste ambiente raramente termina bem. Mantenha-se longe de situações e de pessoas que possam denunciá-lo à primeira oportunidade.

6. Livre-se dos vestígios: À semelhança das mensagens, o perfume e batom são os maiores inimigos da traição perfeita. Evite passar do amante para o parceiro sem fazer uma “autoinspeção” completa. Um bom banho pode ser a solução.

 7. Atenção ao cartão de crédito: Esta forma de pagamento tem sempre uma fatura associada. Usar o cartão de crédito para pagar despesas associadas ao tempo que passa com o seu amante é pouco inteligente.

8. Imponha limites: Estabeleça as regras desde o início. É a melhor forma de evitar mal-entendidos que podem ter consequências desastrosas para o seu relacionamento.

9. Procure no sítio certo: Não perca tempo à procura de pessoas solteiras que podem, a médio prazo, ser uma fonte de problemas: vão querer mais do que lhes pode dar.

10. Um pouco de bom senso: Confie no instinto na altura de iniciar uma relação extraconjugal. Para que tudo corra como esperado, é importante que as duas partes estejam cientes de que se trata apenas de um caso. Sexo seguro é obrigatório!

 

fonte,-http://flagra.pt/n

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 21:50

Domingo, 30.11.14

Fernanda Lima: 'Não consigo fazer mais sexo'

Em entrevista à revista 'Canal Extra', do jornal 'Extra', a apresentadora Fernanda Lima, de 37 anos, comentou que está feliz por ter tido um ano de muito trabalho e surpreendeu ao revelar que, ultimamente, não tem feito sexo com seu marido, o apresentador Rodrigo Hilbert, de 34 anos.

 
Reprodução


"Estou exausta para ser sincera. Foram tantas coisas neste ano. Mas não posso me queixar. Não tenho preguiça de trabalhar. Posso dizer que esse ano foi definitivo na minha vida, tive muitas conquistas. Coisas que tenho plantado desde a época em que fazia o Interligado (1999), na Rede TV!", afirmou.

"A minha vida sexual perdeu a rotina porque não consigo mais fazer (sexo) quando eu quero. Não tenho mais tempo. É verdade! Estou trabalhando todos os dias até às 11h da noite. O Rodrigo já está de saco cheio e vive perguntando quando é que vai acabar. Só isso mudou com o Amor & Sexo. De resto continua tudo igual", contou.

Por fim, a apresentadora salientou que pretende viajar nas suas férias marcadas para o próximo dia 12. "Quero viajar pelo Brasil e pelo exterior. Quero dormir bastante também. Pretendo deixar as crianças com a minha mãe e fazer uma viagem só com o Rodrigo. Vai ser bom. Depois, ele volta a gravar o Tempero de Família (no canal GNT) e aí eu fico com os meninos. Estamos sempre nos revezando"", disse a mãe dos gêmeos Francisco e Antônio.
 
fonte:http://www.bonde.com.br/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 20:34

Sábado, 29.11.14

Estudo revela que desejo sexual da mulher está na mente

«O desejo sexual na mulher é muito complicado». A frase é de John Randolph, professor de obstetrícia e ginecologia da Universidade de Michigan. Autor de um estudo sobre sexualidade feminina, o investigador não tem dúvidas de que o desejo sexual feminino não é totalmente hormonal passando muito mais pelo seu bem estar emocional.

De acordo com um estudo de 2002, um terço das mulheres adultas já tiveram o chamado "distúrbio do desejo sexual hipoactivo" ou seja pouco interesse em sexo. Para este problema, quando constitui de facto um problema, não há qualquer tratamento medicamentoso disponível. Alguns médicos optam por dar doses baixas de testosterona para ajudar as mulheres com libido baixa, mas a questão não fica resolvida.

John Randolph diz que os investigadores ainda não conseguiram provar o real desempenho da testosterona no aumento do interesse sexual das mulheres e por isso ele introduziu outras "variáveis" na "equação".

O professor da Universidade de Michigan defende que a testosterona desempenha um papel pequeno na estimulação do interesse sexual da mulher, ao contrário da "variável" do seu bem estar emocional.

A equipa do investigador analisou dados sobre 3302 mulheres, que participaram durante 10 anos no Estudo da Saúde das Mulheres nos Estados Unidos, e chegou à conclusão de que a diferença das mulheres com níveis normais de testosterona e aquelas em fase de menopausa (com níveis baixos) não era «assombrosa».

O que os dados mostraram é que as mulheres que relataram que tinham menos momentos tristes e disseram estar emocionalmente satisfeitas com os seus relacionamentos tinham mais desejo sexual do que aquelas que diziam o contrário.

 

Para Randolph, as mulheres que se sintam insatisfeitas com o seu desejo sexual devem falar com os seus médicos sobre as suas questões emocionais. O investigador reconhece que seria mais fácil resolver o problema tomando simplesmente um comprimido, mas de facto não é. Para John Randolph quando se trata de sexo, as mulheres são muito mais complicadas do que isso.

 

fonte:http://www.tsf.pt/P

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 23:13

Sexta-feira, 28.11.14

Genes influenciam propensão à infidelidade, diz estudo

O desejo de trair pode ser hereditário, segundo indica um estudo de pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália. Os pesquisadores concluíram que variações genéticas podem fazer com que tanto homens quanto mulheres tenham maior propensão a cometer adultério.

O estudo, publicado na revista científica "Evolution & Human Behaviour", analisou o comportamento de mais de 7 mil pares de gêmeos na Finlândia, com idades de 18 a 49 anos, todos em relacionamentos estáveis.

Os pesquisadores compararam as diferenças de comportamento entre casais de gêmeos: os idênticos, que compartilham todos os genes, e os fraternos, que apresentam diferenças. Cerca de 10% dos homens e 6,4% das mulheres tinham pulado a cerca no ano anterior.

Os resultados sugerem que 63% do comportamento infiel nos homens e 40% nas mulheres podem ser atribuídos à herança genética. No caso das mulheres, os cientistas detectaram que variações em um gene chamado AVPRIA estava associado ao comportamento infiel.

Este gene é associado à produção da arginina vasopressina, um hormônio envolvido na regulação do comportamento social e que mostrou ter influência em testes com roedores.

"Nossa pesquisa mostra que a genética influencia a possibilidade de pessoas fazerem sexo com parceiros fora de seu relacionamento", explica Brendan Zietsch, coordenador do estudo.

Origens da infidelidade
A infidelidade é um assunto que provoca mistério na comunidade científica, que tradicionalmente busca explicações na biologia evolucionária. Para homens, a poligamia seria explicada pela necessidade da preservação da espécie: mais sexo resultaria em mais filhos.

No caso das mulheres, porém, há divergências. Trair costuma ser visto como um tipo de "efeito colateral" provocado pelo comportamento masculino; ou então como resultado de uma ação mais instintiva: em tempos mais primitivos, ter filhos com vários parceiros reduziria a possibilidade de infanticídio.

Este debate fez com que os pesquisadores de Queensland examinassem também o comportamento de gêmeos de sexo diferentes. Pelo menos na amostra estudada, eles não identificaram nenhuma correlação significativa de promiscuidade de influência social.

fonte:http://g1.globo.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 23:12

Segunda-feira, 24.11.14

As piores desculpas que as portuguesas dão para não ter sexo

Quase oito em cada dez adúlteros portugueses admitem estar fartos de ouvir desculpas do cônjuge para evitar ter sexo, sendo a pior desculpa a ‘tradicional’ dor de cabeça (25,9%), seguindo-se o facto dela ter de acordar cedo (14,5%) ou de estar stressada e de ter tido um dia difícil (11,3%), revela um inquérito do site de relacionamentos para pessoas que procuram um caso Victorian Milan.

 

Segundo o fundador do site, a rejeição sexual é um dos impulsionadores da traição e muitas vezes até ajuda a diminuir a sensação de culpa.

A nível mundial, quase nove em cada dez utilizadores do site dizem não admitir ser casados no primeiro encontro; três em cada dez usam o e-mail do trabalho para contactar a amante; 80%temem que os dados dos seus smartphones acabem nas mãos erradas e 67% usam-nos para enviar mensagens de texto sexuais.

fonte:http://www.destak.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 20:25

Sábado, 22.11.14

Seis desvantagens em namorar um homem de bigode

No começo o bigode pode deixar a aparência do homem mais robusta, viril e atraente. “Mas logo você vai começar a notar muita coisa que jamais poderia imaginar”, garante Sarah Rogers do Lovepanky. Neste dia do bigode, descubra as seis desvantagens em ter um relacionamento em que ele está presente.

1. Beijar envolve diversas mudanças
Bigodes contribuem para um alto nível de sensualidade ao beijar, mas a novidade disso acaba bem rápido. A presença do bigode sobre o lábio superior pode impactar a qualidade dos seus beijos, pois os fios fazem cócegas, arranham ou coçam quando em contato com os lábios ou a pele. Dependendo do tamanho do bigode, os pelos podem literalmente entrar na sua boca quando vocês se beijam. Com o tempo, isso pode reprimir seu desejo de beijar, pois você sabe que um movimento em falso e você pode ter o rosto arranhado, ou acabar com um pelo na garganta. Fora que o cara depois de um tempo começa a recusar bitocas se isso significar a possível destruição da ondulação perfeita.


2. Bigodes exigem manutenção frequente
À medida que o bigode cresce, a lista de produtos, técnicas, e rituais para bigodes também vai aumentando. Você sabia que existe cera para bigode, xampu, tinta para tingir os fios e até pentes em miniatura, desenvolvidos especialmente para pentear os pelos faciais? Nem eu sabia. Portanto, não será uma surpresa ter que esperar o seu namorado fazer o estilo perfeito no bigode antes de vocês saírem pra jantar, ou encontrar os amigos para tomar uns drinques. A obsessão com o bigode perfeito pode resultar no hábito constante de enrolar as pontas laterais, e sacar o mini pente no meio de uma conversa para ajeitar qualquer fio rebelde.

3. Bigodes podem gerar superconfiança e egos inflados
Com o tempo, muitos caras percebem que estão ganhando pontos como homens por causa do bigode bem sucedido. Isso às vezes promove uma confiança profunda neles mesmos que o fazem perceber seus bigode e importância geral como maiores do que os que estão em volta. Autoconfiança é uma qualidade completamente positiva, mas um ego inflado, decorrente de pelos faciais, não é algo atraente.


4. Bigodes acrescentam pelo menos 10 anos
Outra desvantagem do bigode dele é o fato de deixa-lo cerca de 10 anos mais velho do que sua idade real. Além de o cara ter que se defender constantemente, afirmando que na verdade está no final dos vinte, você corre o risco de ser confundida com alguém que tem “uma queda” por homens mais velhos.

5. O bigode é a porta de entrada para mais pelos faciais
O bigode pode ser apenas o começo: a confiança na habilidade de deixar crescer um belo bigode, os produtos para pelos faciais, e a negligência nos beijos, talvez levem o namorado a meses e mais meses de experimentação. Haverá adaptações e estilizações de todos os pelos, como deixar aquela barbicha de cabra, costeletas, ou até partir para um estilo lenhador. Finalmente, ele irá se render ao “handlebar”. Se ele insistir em deixar o bigode, seja para apoiar a saúde masculina no Novembro Azul, ou para tentar algo diferente, entre num acordo de regras claras quanto ao estilo e, principalmente, o periodo.

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 23:52

Sábado, 22.11.14

Dez mandamentos do namoro moderno

Hoje em dia nos “enroscamos” em vez de namorar, tocamos a tela do telefone ao invés de abordar estranhos num bar; ou, não raro, confundimos a linha entre amizade ou romance. Mas o amor não precisa ser um campo de batalha: desde que concordemos com algumas regrinhas básicas. Seja você homem ou mulher, gay ou hétero, se estiver em busca do amor, basta seguir os 10 mandamentos do namoro moderno, segundo o Elite Daily.

1. Não sustentarás falsos sentimentos
Vamos ser realistas aqui: você realmente gosta da pessoa ou está “cozinhando” ela para o caso de nada melhor aparecer? Se este for o caso, conecte-se com o seu Moisés interior e libere essas pessoas! Você pode até ferir os sentimentos dele no momento, mas estará lhe fazendo um favor no longo prazo. Pode apostar.


2. Honrarás a honestidade acima de tudo
Pare de bancar o cara durão ou a garota descolada: seja você mesma(o). Se a pessoa que está ao seu lado não consegue apreciar quem você realmente é, então ela é quem está perdendo. Quando alguém gosta de você pra valer ele(a) irá apreciar sua transparência em relação a todo o resto.

3. Não julgarás com base na superficialidade
Você só namora alguém acima de 1,80 m? Pare de pensar em qual filtro do Instagram você vai usar e comece a imaginar o dia a dia do seu relacionamento. Você ligaria para essa pessoa pra reclamar do seu chefe? Seus amigos conseguiriam sobreviver um final de semana inteiro com ele(a)? Considere esta a sua nova base de exigências.


4. Farás sexo sempre que estiver preparada(o)
Pagar o jantar não é um passaporte para o sexo, e você nem deve esperar que seja. Neste sentido, esperar até as estereotipadas três vezes não é garantia de um relacionamento saudável e de longo prazo. Vá fundo quando se sentir mais confortável: na era do Tinder, todo mundo pode transar se realmente quiserem, então basta ser verdadeiro a respeito do que você quer.

5. Não cobiçarás a Timeline alheia
Ah, a Timeline. O lugar onde todo mundo acha a tampa para a panela aos 22, se casa aos 26 e tem filhos aos 30. Infelizmente, vivemos na realidade. Que, alias, é bem melhor! Sim, porque a vida não é uma corrida com uma linha de chegada imaginária – portanto pare de comparar sua jornada com a de todo mundo. Ser adulto significa encontrar o que te faz feliz e ir atrás disso. Tudo o mais irá se encaixar a favor disso.

6. Não levarás tudo para o lado pessoal
É absolutamente impossível estar completamente apaixonado por alguém que não é certo pra você. Lembre-se que você não tem menos valor só porque um indivíduo não sente o mesmo impulso hormonal que você. Ele(a)s simplesmente não eram as pessoas certas pra você.

7. Não acreditarás naqueles que dizem não estarem interessados
Nem sempre eles dizem isso abertamente (ver o primeiro mandamento), mas se o indivíduo é carta fora do baralho, deixe-o saber disso. Se eles te ignoram, cancelam planos constantemente sem uma desculpa válida e geralmente não te dão valor, elas estão mandando uma mensagem clara. Ouça, preste atenção e ligue o modo freezer.


8. Não cometerás adultério (Observação: também é um mandamento antigo)
Não raro começamos a namorar alguém só até descobrirmos que aquela pessoa já está num relacionamento sério. É hora de todos crescermos finalmente e sermos honestos um com o outro. Se você está infeliz no seu atual relacionamento, termine antes de seguir em frente. Caso encerrado.

9. Lembrarás do seu próprio coração partido
Todos estivemos lá: as lágrimas, excesso de autopiedade descontados em junk food, a indignação justa ao contar a história aos amigos. Mas alguma vez cogitamos os efeitos quando somos os vilões neste cenário?

Nem toda ex-namorada é louca, nem todo ex-namorado é um babaca. Entretanto, todos temos um pouco de responsabilidade pelo tempo em que vivemos esses papéis. Isso não significa que temos que nos chicotear todas as noites (a menos que você curta esse tipo de coisa), ou nos relegar a uma vida de solidão. Só quer dizer que você pode aprender com seus erros no passado.

10. Não farás aos outros aquilo que não quer que façam com você
Os sentimentos às vezes estão prestes a nos machucar, mas se você procurar RESPEITAR o outro, todos os outros mandamentos anteriores deverão acontecer naturalmente.

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com/b

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 23:21

Sábado, 15.11.14

Quinze sinais que uma pessoa dá antes da traição

O que se passa na cabeça de alguém que trai o outro num relacionamento? Passamos a vida a imaginar, até que um dia damos de cara com a realidade: dessa vez você é o traidor! Opa, mas como podemos ter certeza de que foi apenas um inocente pensamento passageiro e não um lampejo de transgressão de caráter? Segundo Lane Moore, comediante e editora da Cosmopolitan (e romântica inveterada), existem 15 sinais que indicam quando alguém está dando bandeira de que está prestes a cometer adultério. Confira quais são eles

1. Contar para as pessoas que está num relacionamento, a menos que elas perguntem.“Oh sim, eu não mencionei o Rodrigo? Sim. Estamos juntos. Ainda.”

2. Encarar estranho(a)s bonito(a)s por tempo demais. Aposto que aquela mulher nunca usaria papel higiênico de filtro de café. E dá pra supor que ela provavelmente compra ótimos papéis higiênicos.

3. Passar mais tempo com alguém novo. “É só um café”, você diz. “Trocamos algumas mensagens de texto às vezes”, corrige. “Preferia estar com esta pessoa do que a pessoa com quem estou”, você deixa escapar. Droga, você falou isso alto?


4. Pensar que seu(sua) parceiro(a) pode estar te traindo. O que proporciona a desculpa que você precisava pra ir em frente e trair o(a) outro(a). É como querer furtar algo e dizer a si mesmo que a loja cobra caro demais dos clientes de qualquer maneira, o que é uma forma de roubo. Não é verdade — e não precisa ser só porque você precisa de uma razão.

5. Curtir o tempo que passa longe do parceiro mais do que o tempo juntos. “Sim, tenho que ir ver a Karen hoje”, parece mais um gemido do que uma exclamação.

6. Ter um(a) amigo(a) que não classificaria como algo totalmente platônico. Sim, vocês são amigos, mas vamos parar de besteira. Você estava pensando nele enquanto se masturbava. Outros apareciam na sua mente quando estava excitada. Se a oportunidade de ir em frente sem pagar as consequências aparecesse , você não pestanejaria. Mas sim, é “apenas” um café. OK.

7. Não mencionar mais seu parceiro nas conversas. É como se ele fosse um fantasma que morreu e voltou como um fantasma mais obscuro.


8. Seu(sua) parceiro(a) não é mais a primeira pessoa pra quem você conta boas notícias. “Deus do céu, isso é tão engraçado, mal posso esperar pra ligar para…o Ricardão.”

10. Encontrar defeitos no seu parceiro constantemente. Detonar cada pequeno detalhe sobre a vida de alguém que você está junto é, basicamente, a base da traição.

11. Mandar mensagens para ex-namorado(a)s. Só para o caso de vocês terminarem, agora você tem um backup amoroso. Além do mais, dá pra romantizar o quão incrível foram seus relacionamentos passados, embora, sejamos honestos, eles tenham sido tão ruins quanto o atual.


12. Arranjar briga por nenhum motivo. “Quem deixou o ketchup aberto na geladeira?” — se as desavenças chegam a este nível, e você é quem está provocando, por favor, termine imediatamente. Seus amigos vão concordar comigo.

13. Ficar secretamente aliviada(o) quando sai da cidade, porque isso significa que vai poder sair sozinha(o). Quando o gato sai, os ratos vão cantar Rihanna num bar às três da manhã, na esperança de que alguém os “arraste” pra transar no banheiro.

14. Se arrumar por nenhum motivo. Porque você nunca sabe quando irá encontrar alguém que talvez possa sair ou, em último caso, provavelmente vai.

15. Sentir inveja de amigos que têm encontros selvagens por aí. Cada detalhe horrível, cada experiência sexual ruim, cada cara que arrotou a noite inteira: tudo isso parece o paraíso. Puro céu.

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com/bl

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 19:37

Sábado, 15.11.14

Metade das mulheres comprometidas têm um ‘plano B’, garante pesquisa

Um estudo descobriu que muitas mulheres mantém outro homem esperando pacientemente, caso elas “acabem solteiras”, e as casadas são ainda mais propensas a esse tipo de comportamento.

Segundo a pesquisa, que ganhou as páginas de tabloides ingleses como o The Mirror, metade de todas as mulheres têm um plano B em forma de homem – e para cujos braços elas podem correr caso o atual relacionamento vá por água abaixo.

Um porta-voz da empresa de pesquisa de mercado OnePoll.com disse: “Para a nossa pesquisa, descobrir que quase 50% das mulheres em relacionamentos têm um ‘Plano B’ é um sinal preocupante. A notícia pode fazer alguns homens comprometidos a pensar duas vezes sobre não ‘tirar o atraso’ ou optar por uma noitada no pub em vez de uma noite aconchegante com sua parceira.”

Conheça agora o perfil do plano B:

O velho amigo paciente
Um estudo feito com 1 mil mulheres descobriu que uma porcentagem substancial conseguiu manter outro homem esperando pacientemente caso elas terminassem sozinhas. As mulheres casadas são ainda mais propensas a manter um plano B do que aqueles que estão meramente num relacionamento. A pesquisa também descobriu que o plano B geralmente aparece como “um velho amigo” que sempre teve sentimentos pela mulher em questão. Mas ex-namorados, ex-maridos, um colega ou alguém que elas conheceram na academia também se mostraram fortes candidatos. O trabalho também revelou que o plano B também é provável que seja alguém que ela conheça há cerca de sete anos.

 

“Largo tudo por você”
Um dos elementos mais preocupantes do estudo foi a revelação de que ele estará “pronto e esperando” por causa do “negócio inacabado”. Além disso, cerca de dez mulheres disseram que o plano B já havia confessado seu amor, enquanto uma em cinco disse que estavam confiantes de que ele “largaria tudo” por ela, se ela pedisse. Pouco mais de quatro em dez disseram que conheceram o cara enquanto estavam com seu parceiro – uma porcentagem similar disse que ele havia aparecido bem antes. Outra estatística alarmante foi o fato de que cerca de uma em cada quatro mulheres que tinha um plano de emergência é que ela alimentava sentimentos tão fortes por ele quanto pelo parceiro. Incríveis 12% chegaram a admitir que os sentimentos eram ainda mais fortes pelo plano B, e praticamente sete em dez admitiram que atualmente estão em contato com ele.

Terceiro elemento
Mas apesar do segredo envolvido em ter um amigo próximo ou ex para voltar, cerca de metade das mulheres que participaram da pesquisa disseram que o parceiro estava ciente do “terceiro elemento”. Uma em cinco disse que faz até piada sobre o assunto, enquanto uma em três disseram que seus parceiros se sentiam “desconfortáveis” em discutir sobre o cara. Finalmente, uma em quatro admitiu que o atual parceiro conheceu o plano B, enquanto uma em cinco confessou que, na verdade, ele era amigo do homem na sua vida.

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com/b

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 19:20

Segunda-feira, 10.11.14

Sexo vai deixar de ser reprodutivo?

O sexo poderá existir no futuro por pura diversão. Pelo menos é assim que pensa Carl Djerassi, o inventor da pílula, visto que cada vez mais mulheres estão a aderir à fertilização in vitro.

 

Mesmo as famílias que não têm problemas de fertilidade começam a ver esta opção como uma escolha viável e, em 2050, a pílula poderá ser "redundante". Se tanto as mulheres como os homens congelaram os óvulos e o esperma, podem depois ser esterilizados. E, portanto, a pílula, criada por Djerassi em 1951, perde utilidade.

 

Com esta inovação científica, o sexo vai tornar-se apenas uma fonte de prazer e não uma maneira de nos reproduzirmos. "Para estas pessoas, a separação entre o sexo e a reprodução vai ser de 100%", afirmou Djerassi, aos 91 anos, em entrevista ao Sunday Telegraph.

 

O professor mostrou ainda pouca confiança na pílula masculina, afirmando que vai levar demasiado tempo até se ter conclusões quanto aos efeitos que esta pode ter na qualidade do esperma.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 21:07

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog