Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidades Reveladas



Sábado, 09.08.14

Escritora lista 5 razões para fazer sexo com o marido todas as noites

Como todo mundo sabe, sexo é um fator importante nos relacionamentos. Mas nem todos os casais praticam tanto quanto gostariam, não é mesmo? A escritora Meg Conley, colunista de assuntos femininos do jornal The Huffington Post, afirma ter perdido a libido depois de ter um bebê. Uma noite, enquanto lavava louça, ela percebeu que já estava há oito dias sem tocar em seu marido e resolveu reverter a situação.

Meg criou então uma lista de razões para que as mulheres façam sexo com seus maridos todas as noites. A seleção foi pensada para mulheres que se relacionam com homens, mas a maioria dos itens vale para todos os tipos de casal. Confira:

1. Reconquistar sua sexualidade em meio às tarefas diárias

O trabalho, a rotina e a maternidade podem fazer com que a mulher perca um pouco da feminilidade. No entanto, há momentos em que estar nos braços do seu marido pode fazer você se lembrar de quem você é — antes mesmo de você perceber que tinha esquecido. É adorável se encontrar por meio do toque de outra pessoa.

2. Homens precisam de sexo

Se você quer que o seu marido seja um homem, trate-o como um homem. Claro, não é uma tentativa de voltar aos anos 50. Mas o fato é que homens precisam de sexo. Mulheres precisam de muitas coisas para se sentirem amadas. Homens são bem mais simples.

3. É um momento para dedicar ao seu relacionamento

Vocês precisam ter um momento do dia só para vocês dois. Isso faz com que o casal não esqueça o quão apaixonante cada um é. É aquela hora em que não há nada que vocês dois não possam fazer.

4. Alivia o estresse

Essa não precisa de muita explicação.

5. É divertido

Sério. Por que recusamos tão rapidamente as coisas boas da vida? Ficamos horas ajudando nossos filhos com deveres de casa, fazemos zumba fitness em público e arrancamos os pelos do nosso corpo (um pedaço de cada vez) com frequência. E achamos isso normal. Agora, diga para uma menina fazer sexo todas as noites e ela te olhará como se você fosse uma ninfomaníaca.

Fonte: Diário Catarinense

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 20:16

Sábado, 09.08.14

Sete coisas que eles pensam quando te veem pelada

Há certas coisas que os homens fazem no meio do sexo que, às vezes, você pode até não notar. O fato é que nós gostamos mesmo de olhar para o corpo de uma mulher e as pistas visuais são uma parte importantíssima da resposta sexual para nós. Você nem sabe, mas seu corpo tem um poder hipnótico sobre nós — seja durante o sexo ou não. Está curiosa sobre o que exatamente se passa em nossa cabeça na hora H? Aqui estão sete coisas que todo homem pensa quando te vê nua, segundo a Women’s Health.

 

1) Seja legal
Quando você se despe na nossa frente, o coração acelera, nosso fluxo sanguíneo corre para baixo, e lentamente perdemos a capacidade de seguir uma linha de pensamento. Mas não queremos dar a impressão de que nunca tínhamos visto uma mulher nua antes, então tentamos parecer normais. Enquanto queremos uivar como lobos em desenhos animados e deixar nossas línguas rolarem para fora de nossas bocas, não o fazemos. Mas isso porque nos controlamos, e muito.

 2) Finalmente, posso olhar!
Em nome do comportamento civilizado, nós homens fazemos o impossível para evitar ser pego olhando para os seios de uma mulher em público. No escritório, academia e praia, fazemos um esforço concentrado para manter contato com os olhos durante a conversa com uma mulher. Entretanto, uma vez que a roupa cai, o comportamento civilizado não é mais uma prioridade. A partir daí nos permitimos olhar, secar e encarar. E esperamos que você não tenha problemas com isso.

3) Hm, acho que eu tinha outras coisas pra fazer, não tinha?
O jantar precisa ser feito, a bebida precisa ser servida, a louça tem que ser lavada, mas assim que nos despimos todos esses planos simplesmente desaparecem. Simples assim.

 4) Segure firme e espere ela chegar lá
Os homens têm a capacidade de atingir o orgasmo muito mais rápido que a mulher. Mas não se trata de uma injustiça, apesar de termos trabalho extra a fazer e precisarmos adiar a gratificação para ter esse trabalho feito. Então, ao invés de nos atirarmos em cima de você e fazermos sexo como um homem das cavernas, nos esforçamos para distrair o pensamento na esperança de pelo menos não chegar lá antes que você, e sim junto com você.

5) Queria muito saber o que ela quer que eu faça agora
Não tenha medo de mandar na gente um pouquinho na hora do sexo. Nosso trabalho é muito mais fácil quando você nos instrui. Sussurre seus desejos em nossos ouvidos, coloque nossas mãos onde você as quer, e tome o controle para nos mostrar o que te excita. Tudo isso ajuda...e muito.

 6) Nossa, como sou sortudo!
A sensação de gratificação vem facilmente na presença da nudez. Sem mais.

7) Posso fazer tudo, tudo mesmo?
Homens, obviamente, têm suas inseguranças. Para nós, muitas vezes, é difícil compreender suas inibições quando estamos tão malditamente hipnotizados por seu corpo. Curtimos aqueles momentos em que você está completamente autoconfiante e aberta. Se você ficar cobrindo os seios, movendo-se desajeitadamente, ou tentando se esconder debaixo de um cobertor, faremos o que pudermos para fazer você se sentir confortável. E isso é perfeitamente aceitável, mas sem dúvidas é bem mais divertido vê-la feliz se descobrindo (além de nos descobrindo) na cama.

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 19:59

Sábado, 02.08.14

Incansáveis, Boateng e noiva fazem sexo até 10 vezes por semana

Melissa Satta, a noiva ítalo-americana de Kevin-Prince Boateng - a principal estrela do futebol de Gana da atualidade, que durante o confronto com a Alemanha na Copa do Mundo no Brasil sofreu uma lesão e foi substituído - disse ser a culpada pela lenta recuperação do jogador, por causa da vida sexual agitada do casal, de acordo com a revista Vanity Fair. "A razão de ele (Boateng) estar sempre lesionado é porque fazemos sexo de sete a 10 vezes por semana. Eu odeio as preliminares e quero ir direto ao ponto. Minha posição favorita é estar por cima, para ter o controle", disse a bela à publicação.

Satta, que esteve no Brasil, defendeu o amado nas redes sociais quando respondeu a um tuíte engraçadinho da cantora Rihanna, que se mostrou interessada no esportista. "É meu", respondeu a modelo, em tom de posse.

De volta para casa, tudo voltou ao normal. O atleta, que atualmente joga pelo Schakle 04, da Alemanha, curtiu bastante as férias na Sardenha, Itália, ao lado da amada. Satta acaba de fazer um ensaio para a marca de lingerie italiana Rossoporpora, três meses depois de dar à luz a Maddox, filho do casal.

fonte:http://epoca.globo.com/c

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 00:04

Sábado, 02.08.14

Guia para você chegar ao orgasmo rapidinho

27% das brasileiras têm dificuldade para atingir o clímax, segundo a pesquisa Mosaico Brasil. Mas descobrimos novas técnicas para chegar lá até mesmo nas situações mais improváveis. Siga os passos abaixo e prepare-se para tremer.

 

Quando estiver estressada
 
Grau de dificuldade - 2
Se pensar em sexo já é difícil naqueles dias em que você leva bronca do chefe, fica horas presa no trânsito e o salto do seu sapato preferido quebra antes de você ir para a festa do ano, falar em orgasmo, então, parece piada - de mau gosto! Mas não é. NOVA descobriu como aliviar qualquer tipo de tensão rapidinho:
 
1. Coloque a mão do gato em volta da sua cintura com os dedos para cima. Assim ele acaricia e massageia seu corpo até chegar aos seios. Quando estiver bem excitada, mova a mão dele até sua virilha e, antes que ele chegue à vagina, pare.
 
2. Agora você merece um delicioso sexo oral do gato. Peça para ele acariciar com os dedos os grandes lábios enquanto passa a língua pelo seu clitóris em várias velocidades.
 
3. Quando estiver quase explodindo de tesão, é hora da penetração. Invista no tradicional papai e mamãe, que é confortável, permite o contato visual e a troca de muitos beijos apaixonados. Em poucos minutos você vai ficar calminha, calminha.
 
Na posição preferida dos homens
 
Grau de dificuldade - 3
A gente sabe: os homens preferem ver nosso traseiro a qualquer outra parte do corpo durante o sexo (fetiche, fazer o quê?). Mas nem toda mulher fica confortável nesse ângulo. Saiba como desencanar e focar só no que interessa nessa hora:
 
Fera domesticada
 
Quando estiver de quatro, feche um pouquinho as pernas, de modo que seu parceiro fique entre elas. Com os joelhos dele afastados, é mais fácil para o gato se inclinar para a frente e brincar com seu clitóris e seios. Quanto mais seu bumbum estiver empinado, mais fundo ele vai conseguir penetrar. Você decide!
 
Cachorrinho dominante
 
Faça com que seu parceiro deite de costas. Sente de frente para os pés dele e prenda as pernas dele com as suas. Mantenha as mãos na cama e abaixe o bumbum quando ele for penetrá-la. Esse ângulo é ótimo! Primeiro: você está por cima, então pode controlar a profundidade e o ritmo da penetração. Segundo: é "a" posição para estimular o ponto G.
 
Viagem no tapete mágico
 
Se não tiver um tapete grosso, compre um agora! Mas precisa ser pequeno e macio. Coloque o vibrador embaixo do tapete (assim a sensação não é tão intensa) e deite com a pélvis sobre ele. Seu parceiro fica por cima completando o trabalho.
 
Durante uma rapidinha
 
Grau de dificuldade - 4
Se nem mesmo no conforto da cama, no meio de lençóis macios, com velas aromáticas espalhadas pelo quarto, beijos, lambidas e amassos a gente consegue ter um final feliz em parte das transas, imagine em alguns minutos, praticamente a seco? Prepare o cronômetro: você vai gozar (muito!) em 3, 2, 1...
 
1. Coloque o pênis na boca o mais fundo possível, de uma vez (até onde se sentir confortável, claro). Agora que a sua saliva deixou a zona P do cara bem lubrificada, sente no colo dele, de frente.
 
2. Prenda-o com apenas uma das pernas. Enquanto vocês fazem sexo apaixonadamente, passe seu clitóris pela coxa dele. O atrito vai disparar seu tesão. Intensifique os movimentos de vaivém pressionando o pênis contra seu clitóris.
 
3. Junte bem as pernas. Essa sensação de "apertadinho" ajuda a aumentar a fricção do pênis com o clitóris. Não é porque é uma "rapidinha" que você não pode perder a noção do tempo!
 
Até com a força do pensamento
 
Grau de dificuldade - 5
Já imaginou explodir em todas as transas e conseguir isso até só ao pensar em sexo? É o que promete a meditação orgástica, criada pela sexóloga americana Nicole Daedone. Mas não precisa decorar mantras. Com apenas 15 minutos de exercícios diários, em apenas dez dias você será uma bomba-relógio de prazer prontinha para explodir:
 
1. Em primeiro lugar, faça o reconhecimento do terreno. Pegue um espelhinho e dê uma olhada na sua vagina. Relaxe e acaricie a região, prestando atenção onde e como (com quais movimentos e ritmo) você sente mais prazer.
 
2. Tome um banho e, ainda nua, acomode-se em um lugar confortável. Inspire profundamente e expire, movimentando o diafragma (localizado no centro da barriga, logo abaixo das costelas). Faça o movimento dez vezes.
 
3. Imagine uma bolinha percorrendo lentamente todo o seu corpo, concentrando-se nas sensações provocadas pelo toque em cada região (arrepio, calor etc.). "Isso ajudará a manter a concentração, a chave para alcançar o clímax", diz a sexóloga Carla Cecarello, do Projeto Ambsex.
 
4. Pronto, agora que o seu corpo já está em constante vibração sexual, é só escolher a melhor companhia (pode ser só a sua...) e esperar por explosões - quantas você quiser!
fonte:http://mdemulher.abril.com.br/a

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 00:03

Sábado, 02.08.14

Casais jovens que dividem tarefas de casa fazem mais sexo, diz pesquisa

Há quem ainda pense que tarefas domésticas são coisas para mulheres. Essa ideia tem que ser esquecida e uma pesquisa trouxe um motivo a mais para isso.

Ano passado, um estudo com casais teve um resultado polêmico. Segundo a pesquisa, casais heterossexuais que dividiam as tarefas domésticas faziam menos sexo. Porém, essa pesquisa, que foi muito comentada na época, foi feita com casais de meia idade que já estavam juntos há mais de 20 anos.

Agora, um novo estudo investigou a vida sexual da nova geração. A pesquisa entrevistou pessoas que se casaram nos últimos 20 anos. E o resultado foi justamente o oposto. Entre casais mais jovens, a divisão de tarefas domésticas corresponde a mais prazer sexual e, consequentemente, mais sexo, em comparação aos casais jovens que não dividem as tarefas.

Há, no entanto, uma exceção para os poucos casais nos quais o homem faz todas as tarefas domésticas. Segundo essa pesquisa, nesses casos, que representam 5% dos casais, os parceiros têm menos relações sexuais.

fonte:http://g1.globo.com/g

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por adm às 00:01

Sábado, 02.08.14

Homens não ligam para a infidelidade emocional das esposas. Mas e elas?

Um estudo feito pela Universidade de Tilburg, na Holanda, descobriu que os homens são menos afligidos pela infidelidade emocional de suas esposas. Mas cuidado: isso não significa que eles não se importam em serem traídos, até porque quando o assunto envolve sexo, aí eles não perdoam mesmo.

Veja o que o Dr. Eric Anderson, Diretor de Ciência no site de relacionamentos AshleyMadison.com, tem a dizer sobre essa tendência e descubra o que as esposas mais temem quando o assunto é a infidelidade dos maridos.

 

Por que isso acontece?
Essa abordagem mais relaxada dos homens para assuntos extraconjugais pode ser atribuída a mudanças de atitudes culturais em relação ao sexo e à infidelidade. “A pesquisa reforça o que observamos nos membros do AshleyMadison.com. Não é que as pessoas estejam infelizes com seus casamentos, ou querem divórcio, é que elas estão sentindo necessidade de um elemento-chave para tornar seus relacionamentos completos”, garanteEric.

Pelo visto, a influência do mundo lá fora realmente nos faz acreditar que precisamos ter vidas parecidas com as que vimos na TV. “Com os amantes roubando a cena em diversos filmes populares e programas de TV, e com cada vez mais pessoas questionando a relevância da monogamia nos relacionamentos modernos, parece que as pessoas estão aceitando mais e desejando mais ter seus próprios affairs”.

 

E elas, também estão se preocupando menos com a infidelidade dos maridos?
Ambos os sexos se preocupam com a infidelidade de seus parceiros. No entanto, há uma diferença grotesca entre o tipo de infidelidade que cada gênero se importa mais. No caso dos homens, eles são mais desencanados quando se trata de suas parceiras formarem uma ligação emocional profunda com outra pessoa, mas a infidelidade sexual, nesse caso, não passa batido. Por outro lado, as mulheres se preocupam menos com a infidelidade sexual de seus maridos, embora não tolerem da mesma forma a infidelidade emocional. Você concorda com a pesquisa?

 

fonte:https://br.mulher.yahoo.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 00:00

Sexta-feira, 01.08.14

Impotência sexual aterroriza os homens

A disfunção erétil, a conhecida  impotência sexual, é definida como a incapacidade do homem em manter ereção suficiente para ter uma relação sexual.  

Embora seja mais comum em homens a partir dos 40 anos, a doença pode surgir em qualquer idade.  “Esta é a enfermidade mais comum do sexo masculino e a menos tratada no mundo”, afirma Eduardo Lopes, médico urologista e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), no Brasil, cerca de 48% dos homens após os 40 anos apresentarão alguma queixa relativa à disfunção erétil, temporária ou regularmente. A instituição revela ainda que a projeção da incidência no Brasil é 2,5 vezes maior do que a medida mundial. E além disso, estima-se a ocorrência de um milhão de novos casos anualmente em território nacional.  “ Quem sofre com o problema deve considerá-lo como uma questão global de saúde”, alertou o especialista.

Segundo o médico, a disfunção erétil é a dificuldade persistente de obter e/ou manter uma ereção suficiente para permitir uma atividade sexual adequada, ou seja, que possibilite a penetração. 

Ele explica que cerca de 40 % dos homens no mundo sofrem de ejaculação precoce, uma das principais causas da impotência, além disso, outras doenças como diabetes e hipertensão arterial podem comprometer a circulação nervosa do pênis e a ereção. Excesso de hormônios ocasionados por tumores de glândulas podem produzir excesso de hormônio e também provocar a impotência.

No entanto, o urologista alerta os jovens entre 18 e 25 anos que sofrem de ejaculação precoce, que procurem orientação de um urologista o quanto antes  para evitar problemas futuros.

A disfunção pode se manifestar parcialmente ou com ausência total de ereção. Há casos em que o homem para de obter ereção ou só consegue manter ereções adequadas em determinadas situações ou com determinadas pessoas. As causas podem estar relacionadas a fatores físicos ou psicológicos.

Entre as causas físicas podemos destacar diabetes, problemas vasculares, abuso de álcool e drogas, efeitos colaterais de remédios e problemas hormonais como fatores de risco. As causas psicológicas acontecem por medo, ira, frustrações e ansiedade por um bom desempenho sexual.

 

 

fonte:http://www.tribunadabahia.com.br/2

Autoria e outros dados (tags, etc)

por adm às 23:58

Pág. 2/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog